Soluções para Pequenos Espaços

Os pequenos espaços podem ter seu encanto quando o uso da vegetação se faz de maneira adequada e harmoniosa utilizando-se de plantas com diferentes texturas e que criem contrastes entre si, de tamanhos e formas. E isso é possível com o plantio de árvores de pequeno porte.

Quando falamos em pequeno porte, queremos dizer que são espécies arbóreas que no seu estado adulto chegam a atingir entre 4 a 6 metros de altura e, em alguns casos, até 8 metros.

Estas árvores de pequeno porte constituem um grupo de plantas lenhosas que florescem e frutificam normalmente, como as árvores de grande porte. Todas apresentam um formato de copa ligeiramente arredondado, sendo que são, em geral, mais largas do que altas. O resultado também pode ser surpreendente quando plantadas em vasos. É o caso do resedá (Lagerstroemia indica) que apresenta abundante floração, com flores brancas, rosadas, lilases e roxas.

A Dombéia (Dombeya) – da família das Sterculiáceas, quando adulta chega a atingir entre 4 a 6 metros de altura, possui folhagem belíssima, aveludada, de grande tamanho (12 a 20 cm de diâmetro), fazendo um bonito contraste com outras vegetações. Além disso, é perfumada e melífera, atraindo muitas abelhas e borboletas. A propagação se faz facilmente por estaquia da ponta de ramos. Necessita de luz solar plena, prefere clima quente e úmido e solo argilo-arenoso. Floresce no fim do inverno e começo da primavera. São encontradas variedades com flores brancas e róseas.

A Acácia-mimosa (Acacia podalyriifolia) – da família das Leguminosas, é mais esférica na sua forma, apresenta folhagem acinzentada e flores amarelas. É muito ornamental e delicada, mas não é apropriada para áreas com sombreamento, pos necessita de luz solar plena. Geralmente com 2 anos de idade já floresce. Propaga-se por meio de sementes, gosta de clima ameno e solo argilo-arenoso.

A Unha-de-vaca ou Pata-de-vaca (Bauhinia) – as diversas variedades desta espécie, que pertence à família das Leguminosas, produzem flores brancas, róseas, roxo-pálidas e avermelhadas. O florescimento é abundante entre julho e novembro. A árvore não produz muita sombra, além disso, em condições de muito frio costuma perder suas folhas. As Bauhinias multiplicam-se facilmente por sementes, necessitam de sol pleno, solo rico em matéria orgânica e preferem clima ameno.

O Jasmim-manga (Plumeria rubra) - de clima tropical, esta planta perde sua folhagem durante o inverno e parte da primavera, quando aparecem as belas flores muito perfumadas. Há variedades de cores com diversas nuances de branco, creme, rosa e vinho. O jasmim-manga não tolera geadas, nem solos encharcados e requer plena exposição ao sol. O solo indicado para o cultivo é o arenoso. Multiplica-se por estacas e apresenta crescimento bem lento, mas vale a pena pela sua beleza.

Todas estas espécies são de cultivo relativamente fácil e chegam a viver de 2 a 5 décadas! Assim, as espécies arbóreas de pequeno porte podem ser um ótimo recurso para os pequenos jardins, resultando num grande efeito ornamental. Também são muito utilizadas nas calçadas, especialmente as estreitas e quando há fiação elétrica.

Tags

Escreva sua resposta ↓


   


Páginas Relacionadas


não achou o que está procurando?

Faça uma busca no site, são mais de 100 mil perguntas, respostas e comentários.

Já usou a busca e não achou?
Envie a sua pergunta acessando o formulário de perguntas.



Ajude a nossa comunidade receber mais respostas!
↓ Clique no botão [g+1] abaixo e recomende o Mania de Celular no Google: